Avaliação de possível interferência do tabagismo na ovoposição de larvas de Calliphoridae (Díptera) em carcaça de Mus musculus L. (Rodentia: Muriade) em São Paulo, SP

Thais Souza Guerra, Anderson Sena Barnabe, Renato Nogueira Ferraz, Mirian P. Godoy

Resumo


A estimativa do intervalo post-mortem (IPM) é uma das principais utilizações de insetos na perícia, que pode ser fundamentado no ciclo biológico, ecologia e distribuição geográfica de uma determinada espécie, bem como o comportamento de toda fauna presente em um corpo a fim de estimar o menor intervalo possível da ocorrência da morte. Diversos fatores podem interferir no ciclo de vida de um inseto, tais como temperatura, umidade e presença de substâncias nos tecidos de uma carcaça, promovendo, em certos casos, aceleração ou retardo neste ciclo afetando diretamente na estimativa do IPM. O presente estudo teve como objetivo avaliar a possível interferência do tabagismo na ovoposição de larvas de Calliphoridae (Díptera) em carcaça de Mus musculus L. (Rodentia: Muridae), na zona leste de São Paulo, SP, correlacionando os estágios de decomposição da carcaça e o desenvolvimento larval de moscas. A captura das larvas foi realizada durante o mês de outubro de 2014, as quais as carcaças foram acondicionadas em aparato adequado para coleta de insetos imaturos e adultos: uma contendo a carcaça tabagista e outra com a carcaça não fumante. No curso da decomposição da carcaça não fumante, foram capturados 37 indivíduos adultos da família Calliphoridae emergidos durante o processo de decomposição, ao passo que, na carcaça com fumígeno, não foi coletado nenhuma espécie emergida deste substrato, porém, a mesma apresentou uma decomposição até a fase de esqueletização em menor tempo comparado á carcaça controle, sugerindo assim, uma possível interferência do ato de tabagismo na estimativa do IPM.


Palavras-chave


Entomologia Forense, Toxicologia, Dípteros, Calliphoridae, Tabagismo

Texto completo:

PDF

Referências


J. Oliveira-Costa. Entomologia Forense: quando os insetos são vestígios. 2ª Ed., Millenium, Brasil, 2007.

E.J. Watson, C.E. Carlton. Spring succession of necrophilous insects on wildlife carcasses in Lousiana. J. Med. Entomol. 40, 338-347, 2003.

A.M. Benecke, R. Lessig. Child neglect and forensic entomology. Forensic Sci. Int. 120, 155-159, 2001.

T. Crosby, J. Watt, A. Kistemaker, P. Nelson. Entomological identification of the origin of imported Cannabis. J. Forensic Sci. Soc. 26, 35-44, 1986.

F. Introna, C.P. Campobasso, M.L. Goff. Entomotoxicology. Forensic Sci. Int. 120, 42-47, 2001.

J.R. Pujol-Luz, L.C. Arantes, R. Constantino. Cem anos da entomologia forense no Brasil (1908-2008). Rev. Bras. Entomol. 52(4), 485-492, 2008.

T. Simmons, R.E. Adlam, C. Moffatt. Debugging decomposition data: comparative taphonomic studies and the influence of insects and carcass size on decomposition rate. J. Forensic Sci. 55(1), 8-13, 2010.

C.S. Santana, D.S.V. Boas. Entomologia forense: insetos auxiliando a lei. Rev. Ceciliana, 4, 31-34, 2012.

K.T. Soligo, G. Panigalli. Diversidade de insecta (arthropoda) associada à carcaça de Sus scrofa L. em um fragmento de Mata Atlântica de Xanxerê, Santa Catarina . Unoesc & Ciência - ACBS, Joaçaba 4(1), 15-26, 2013.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios Tabagismo, 2008. Retirado em 25/04/2014, de http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/trabalhoerendimento/pnad2008/suplementos/tabagismo/pnad_tabagismo.pdf

G.H. Cunha, A.R.C. Jorge, M.M.F. Fonteles, F.C.F. Souza, G.S.B. Viana, S.M.M. Vasconcelos. Nicotina e Tabagismo. Rev. Elet. Pes. Méd. 1(4), 1-10, 2007.

G.L. Longenecker. Drogas: ações e reações, Market Books, São Paulo, 2002.

L. Larini, P.E.T. Salgado. Compostos voláteis. In: Larini, 2 ed, Manole, São Paulo, 1997.

J.R. Reigart, J.R. Roberts. Recognition and management of pesticide poisonings. National Pesticide Information Center (NPIC), 2013. Retirado em 10/04/2014, de http://npic.orst.edu/RMPP/rmpp_main2a.pdf.

H.P. Rang, M.M. Dale, J.M. Ritter, P.K. Moore. Farmacologia, 5ª ed., Elsevier, Rio de Janeiro, 2004.

F.S.G. Praça. Liberação e permeação in vitro de produtos transdérmicos: um estudo metodológico de aparatos e condições experimentais. Tese de Doutorado. Departamento de Ciências, Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, 2010.

S. Oga. Fundamentos de toxicologia, 2ª ed., Atheneu, São Paulo, 2003.

R. Dhami, B. Gilks, C. Xie, K. Zay, J.L. Wright, A. Churg. Acute Cigarette Smoke–Induced Connective Tissue Breakdown Is Mediated by Neutrophils and Prevented by α 1-Antitrypsin. Am. J. Respir. Cell. Mol. Biol. 22(2), 244-252, 2000.

V. Lagenete, B. Manouy, S. Nenan, C. Le Quement, C. Martin-Chouly, E. Boichot. Role of matrix metalloproteinases in the development of airway inflammation and remodeling. Braz. J. Med. Biol. Res. 38(10), 1521-1530, 2005.

S.D. Shapiro, N.M. Goldstein, A.M. Houghton, D.K. Kobayashi, D. Kelley, A. Belaaouaj. Neutrophil elastase contributes to cigarette smoke-induced emphysema in mice. Am. J. Clin. Path. 163(6), 2329-2335, 2003.

K.M. Mise. Estudo da fauna Coleóptera (Insecta) que habita a carcaça de Sus scrofa Linaeus, 1758, em Curitiba, Paraná. Dissertação de Mestrado. Departamento de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná, 2006. Retirado em 07/04/2014 de http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/1884/10774/1/mestradodefinitiva.pdf.

T.A. Rosa, A.L.Y. Babata, C.M. Souza, D. Sousa; C.A. Mello-Patiu, J. Menes. Dípteros de interesse forense em dois perfis de vegetação de cerrado em Uberlândia, MG. Neotrop. Entomol. 38(6), 859-866, 2009.

T.M. Barbosa. Muscidae (díptera) associados a carcaças de suínos, Sus Scrofa L., em São José da Mata, Campina Grande, PB. Trabalho de Conclusão de Curso. Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Estadual da Paraíba, 2012.

C.T. Moretti. Artrópodes associados às carcaças de pequenos roedores expostas em área de formação vegetal secundária no município de Campinas, SP. Biota Neotrop. 6(3), 2006.

C.J.B Carvalho, P.B. Ribeiro. Chave de identificação das espécies de Calliphoridae (Diptera) do Sul do Brasil. Rev. Bras. Parasitol. Vet. 9, 169-173, 2000.

C.J.B. Carvalho, C.A. Mello-Patiu. Key to the adults of the most common forensic species of Diptera in South America. Rev. Bras. Entomol. 52(3), 390-406, 2008.

S.L. Carvalho. Redescrição das larvas de terceiro instar de cinco espécies de dípteros Califorídeos (Insecta, Díptera) de importância para a entomologia forense. Dissertação Mestrado em Biologia Animal, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília, 2006.

C.R.M. Santos, P.R.M. Queiroz. Principais características biológicas de interesse forense da família Calliphoridae, 2011. Retirado em 01/01/2011 de http://www.cpgls.ucg.br/6mostra/artigos/SAUDE/CARLA%20REGINA%20DE%20MENDON%C3%87A%20DOS%20SANTOS%20E%20PAULO%20ROBERTO%20QUEIROZ.pdf.

L. Beuter, P.A. Fernandes, P.B. Barros, C.R. Ssouza, L.B. Jacomini, J. Mendes. Diversidade e sazonalidade de califorídeos de potencial importância forense na área urbana de Uberlândia. Anais do XII Seminário de Iniciação Científica da Universidade Federal de Uberlândia, 2008.

A.P. Prado, J.H. Guimarães. Estado atual de dispersão e distribuição do gênero Chrysomya Robineau-Desvoidy na região neotropical (Diptera, Calliphoridae). Rev. Bras. Entomol. 26(3/4), 225-231, 1982.

N.G. Madeira, G.A. Silveira, C. Pavan. The occurrence of primary myiasis in cats caused by Phaenicia eximia (Diptera: Calliphoridae). Mem. Inst. Oswaldo Cruz 84, 341-341, 1989.

F.D. Kirst, R.F. Kruger, A.S.B. Souza. Período de desenvolvimento de dípteros necrófagos que se criam em carcaças de coelho (Oryctolagus cuniculus Linnaeus) no campus UFPEL. Trabalho de Conclusão de Curso, Departamento de Pós-Graduação em Ciências Biológicas / Entomologia, Universidade Federal do Paraná, 2006.

J. Stevens, R. Wall. Genetic relationships between blowflies (Calliphoridae) of forensic importance. Forensic Sci. Int. 120(1), 116-123, 2001.

G. Carreira, L. Arantes, L. Lima, P. Queiroz. Levantamento e caracterização da dipterofauna necrófaga em uma localidade de Brasília. Univ., Ciênc. Saúde 6(2), 87-102 2008.

E.E.S. Vianna, P.R. Costa, A.L. Fernandes, P.B. Ribeio. Abundância e flutuação populacional das espécies de Chrysomya (Diptera, Calliphoridae) em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Iheringia, Sér. Zool. 94(3), 231-234, 2004.

C.P. Campobasso, G. Vella, F. Introna. Factors affecting decomposition and Diptera colonization. Forensic Sci. Int. 120(1), 18-27, 2001.

E.P. Bandarra, J.L. Sequeira. Tanatologia: fenômenos cadavéricos transformativos. Rev. Educ. Cont. Vet. Med. 2(3), 72-76, 1999.

T.F. Quirino. Avaliação do potencial inseticida de solução de Nicotiana tabacum L. (solanacea) para o controle de Aedes aegypti (L.) (díptera: culicidae). Trabalho de Conclusão de Curso, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Estadual da Paraíba, 2010.

A.B. Silva, J.L. Batista, C.H. Brito. Influencia de produtos de origem vegetal na oviposição e no desenvolvimento embrionário de Euborellia annulipes (dermaptera: anisolabididae). Eng. Amb. Espírito Santo do Pinhal 6(3), 54-65, 2009.

C.G.P. Lima. Detecção e estudo sobre o efeito da metanfetamina e do ecstasy no desenvolvimento de imaturos de três espécies de Chrysomya (Diptera: Calliphoridae) de importância forense. Dissertação Mestrado, Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, 2009.

C. Moratore, M. Devicari, S.S. Cunha, D. Barcelos. Utilização de Drosophila melanogaster como bioindicador na avaliação da letalidade de extrato de Nicotiana tabacum. Arq. Inst. Biol. 76(3), 471-474, 2009.

S. Balabanova, S. Parsche, W. Pirsig. First identification of drugs in Egyptian mummies. Naturwissenschaften 79(8), 358-358, 1992.

J.O. Dias, S.S. Suguituru, L. Gomes, M.S.C. Morini. Resumo expandido 056 - A ocorrência de formigas (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) em carcaça animal. Biológico, São Paulo 69(2), 459-460, 2007.

T.C. Moretti, P.J. Thyssen, W.A.C. Godoy, D.R. Solis. Resumo expandido 058 - A formigas coletadas durante investigações forenses no sudeste brasileiro. Biológico, São Paulo 69(2), 465-467, 2007.

J.D. Wells, B. Greenberg. Effect of the red imported fire ant (Hymenoptera: Formicidae) and carcass type on the daily occurrence of postfeeding carrion-fly larvae (Diptera: Calliphoridae, Sarcophagidae). J. Med. Entomol. 31(1), 171-174, 1994.

R.L. Stoker, W.E. Grant, S.B. Vinson. Solenopsis invicta (Hymenoptera: Formicidae) effect on invertebrate decomposers of carrion in central Texas. Environ. Entomol. 24(4), 817-822, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.15260/rbc.v5i1.108

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.