Interação entre projetil de arma de fogo e superfícies de vidro

Amanda Balbinotto Dal Magro, Airton Carlos Kraemer

Resumo


O presente trabalho visa estudar a interação entre projetil de arma de fogo e superfícies de vidro possibilitando estabelecer o sentido e a sequência dos disparos realizados, através de uma revisão bibliográfica com artigos diversos. A balística forense estuda a arma de fogo e os efeitos provocados pelos projeteis expelidos por ela. Existem métodos que podem auxiliar o perito a descobrir se determinada arma de fogo foi utilizada para efetuar um disparo. Os efeitos provocados por estes projeteis em seu alvo podem ajudar a solucionar alguns crimes, como por exemplo, afirmar que uma arma foi utilizada em determinado delito, a posição do atirador, entre outros. Entre os efeitos produzidos em alguns alvos, encontramos os efeitos provocados por projeteis em superfícies de vidro, os quais são importantes para se saber qual a trajetória realizada por este projetil e em caso de diversos disparos, qual a ordem cronológica deles. Ao final desta pesquisa, após o estudo de todas as características deixadas na cena do crime por projeteis de arma de fogo nas superfícies de vidro, mais especificamente em vidros de automóveis, percebe-se a importância de cada detalhe, pois eles nos levam a identificar a dinâmica do evento.


Palavras-chave


Balística forense, Estrias radiais, Estrias concêntricas, Armas de fogo, Projeteis

Texto completo:

PDF

Referências


E. Baruch; J.P. Moracci; J.A. Velho; G.C. Geiser; A. Espíndula. Balística Forense: Uma Introdução às Principais Áreas da Criminalística Moderna. 2ed. Campinas, SP: Millennium Editora, 2013.

A.B. Cabral; B.P. Silva Jr. Curso de Manuseio e Utilização de Armas de Fogo. Receita Federal, Belo Horizonte, MG e Piracicaba-SP, Agosto de 2007. Acesso em: 05 maio 2016. Disponível em: https://beniciocabral.files.wordpress.com/2015/01/curso_de_manuseio_de_arma.pdf.

B.J. Cavalcante. Balística Forense e Lesões por Projéteis. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 20, n. 4233, 2 fev. 2015. Disponível em: http://jus.com.br/artigos/31596.

E. Chemello. Ciência Forense: Balística. Química Virtual. 2007.

E. Cunico. Perícias em Locais de Morte Violenta: Investigação da Cena do Crime. 1ª ed. Curitiba, 2013.

SENASP. Curso de Balística [Apostila de sala de aula]. Módulo 1. Ministério da Justiça.

SENASP. Curso de Balística [Apostila de sala de aula]. Módulo 4. Ministério da Justiça.

SENASP. Curso de Balística [Apostila de sala de aula]. Módulo 5. Ministério da Justiça.

E, Rabello. Balística Forense. Porto Alegre, 1982.

D. Tocchetto. Balística Forense: Aspectos Técnicos e Jurídicos. 4ª Ed. Campinas, SP, Millennium, 2005.

D. Tocchetto. Balística Forense: Aspectos Técnicos e Jurídicos. 6ª Ed, Campinas, SP, Millennium, 2011.

M.A.S. Torres; A.A.P. Gonzales; E.M.F. Jannuzzelli; G.S. Lima; P.P.L. Júnior. Armas de Fogo. UNESP, 2010.

J.A. Velho; K.A. Costa; C.T.M. Damasceno. Locais de Crime - dos vestígios à dinâmica criminosa. Ed. Millennium. 2ª Tiragem, Campinas, 2013.

J.L. Zorzuela. Instrumentos de Crime: Aspecto Jurídicos e Médico Legais. Revista da Faculdade de Direito de São Paulo. FDUSP, 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.15260/rbc.v6i2.167

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.