Psicologia Forense: pesquisa, prática clínica e aplicações

Rudvan Cicotti Alves de Jesus

Resumo


O livro “Psicologia Forense: pesquisa, prática clínica e aplicações” trata de uma obra inédita, no tocante que diz sobre o estudo da prática clinica a caracterizando de forma geral, sem dar ênfase a melhor, mas sim os condicionamentos para a prática em si.

A obra foi elaborada por Matthew T. Huss que atualmente é professor de psicologia na Creighton University (Nebraska, EUA), ele também é autor de mais dois livros intitulados Psicologia Forense 1ª ed. (2008) e Psicologia Forense 2ª (2013).

O livro é quase inexistente de ilustrações, uma vez que traz um conteúdo unicamente teórico e metodológico, em algumas partes do livro encontram-se mapas mentais, contudo ele é unicamente textual.

A obra é dividida em treze capítulos, aos quais entre eles estão distribuídos em cinco partes, o assunto é abordado de forma direta, e os conteúdos buscam incorporar exemplos do mundo real de forma a com esses exemplos possam prender a atenção dos estudantes que venham a conhecer o material.

Muitos aspectos sobre métodos e de aplicações da psicologia forense e da psicologia geral, bem como conceitos de direito o que não usualmente utilizados pela maioria dos autores, estão descritos nesta obra.

O capítulo 1 traz uma breve introdução sobre se trata e quais os aspectos psicologia forense. O capítulo 2 aborda sobre os métodos e características da avaliação, tratamento e consultoria em psicologia forense. O capítulo 3 trata de explicar e simplificar quão o papel de um perito, e sobre o que significa o testemunho pericial. O capítulo 4 discorre sobre o que viria a ser psicopatia, sua natureza em si, e o que ainda não sabemos sobre ela. O capítulo 5 aborda qual a natureza que gera a violência e seus fatores de risco. O Capítulo 6 aborda o que seria um agressor sexual e como avalia-lo psicologicamente. O capítulo 7 trata da inimputabilidade e responsabilidade criminal e suas justificativas, regras, defesas, lei. O capítulo 8 traz a Capacidade civil e criminal, levantando a questão sobre a capacidade dos procedimentos criminais e a capacidade para submeter-se a julgamento, bem como seus procedimentos. O capítulo 9 trata a definição critérios e processos no que confere a restrição civil. O capítulo 10 aborda os fatores, avaliação, tratamento, consequências psicológicas da violência doméstica e perseguição (stalking). O capítulo 11 traz a história da delinquência juvenil e justiça juvenil, como fatores de risco para delinquência juvenil, papel do psicólogo forense, avaliação e tratamentos. O capítulo 12 trata da história legal e pressupostos sobre guarda dos filhos, leis Padrões legais e preferências na guarda dos filhos, como também o impacto dos acordos de guarda, os resultados pós-divórcio e o abuso infantil. A obra é finalizada com O capítulo 13 aborda a base legal para casos de danos pessoais: atos ilícitos e o direito civil, simulações e prática forense geral em casos de danos pessoais.

A maneira como os temas são abordados, e a linguagem a qual é utilizada, faz com que o publico assim destinado, estudantes, profissionais da área e alguns doutrinadores do direito, obtenham uma melhor compreensão do e discernimento do assunto.

 

 

Psicologia Forense: pesquisa, prática clínica e aplicações / Matthew T. Huss; tradução: Sandra Maria Mallmann da Rosa; revisão técnica: José Geraldo Vernet Taborda. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Artmed, 2011.

Número de páginas: 422

Formato: 15,5 cm por 25 cm

Capa dura

ISBN 978-85-363-2554-5


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15260/rbc.v9i1.375

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.