Riscos psicossociais e estresse ocupacional, parceiros numa relação presumida com Burnout: um estudo de estressores que envolvem as atividades dos Peritos Criminais

Régis Paim Dias, A. Pereira, F. Langaro, R. N. Correa, N. de Souza, L. L. V. de Lacerda

Resumo


O presente artigo teve como objetivo geral a identificação da prevalência de estressores inerentes às atividades dos peritos criminais. Para isto, realizou-se uma pesquisa exploratória com os seguintes objetivos específicos: a) levantar o grau de importância dos estressores abordados; b) identificar os estressores com maior potencial lesivo à saúde mental; c) avaliar se existe uma relação presumida com burnout. A coleta de dados foi procedida através de um questionário fechado e anônimo, aplicado por meio eletrônico. Resultados significativos foram apresentados e levam a uma reflexão acerca dos riscos psicossociais, juntamente com o estresse ocupacional, que podem levar ao sofrimento e ao comprometimento da saúde física e mental. Chama-se a atenção para essa temática visando contribuir para a elaboração de estratégias de gerenciamento de pessoas e de riscos nos ambientes de trabalho.

Palavras-Chave: Riscos psicossociais, estresse ocupacional, burnout, peritos criminais.

Palavras-chave


Riscos Psicossociais; Estresse Ocupacional; Burnout; Peritos Criminais

Texto completo:

PDF

Referências


European Agency for Safety and Health at Work, Luxembourg, Office for Official Publications of the European Communities, 2008. EU-OSHA Annual Report: 62pp (2007). Retirado em 15/01/2013 de https://osha.europa.eu/en/publications/annual_report/2007full.

Leka, S. Jain, A. Health Impact of Psychosocial hazards at work: 126pp (2010). Retirado em 18/01/2013 de http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/44428/1/9789241500272_eng.pdf.

Working on Stress - Magazine of the European Agency for Safety and Health at Work 05: 1-28 (2002). Retirado em 21/01/2013 de https://osha.europa.eu/en/publications/magazine/5.

LIMONGI-FRANÇA, A. C. Qualidade de Vida no Trabalho – QVT: conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial, Atlas, Brasil (2012) 217p.

Grupo de Qualidade de Vida da divisão de Saúde Mental da OMS. Retirado em 25/06/2012 de http://www.ufrgs.br/psiq/whoqol.html.

Ana Maria Rosssi, Pamela L. Perrewé, Steven L. Sauter. Stress e qualidade de vida no trabalho: perspectivas atuais da saúde ocupacional. Atlas, Brasil (2007) 197p.

Andrade, Carlos Laganá e Okabe, Roseli. Estilo de Vida e Estresse. Retirado em 25/06/2012 de http://www.psicossomatica-sp.org.br/artigos5.html.

Dejours, Christophe. A Loucura do Trabalho – Estudo de Psicopatologia do Trabalho. Cortez, Brasil (2009) 168p.

Ferreira N do N. O nível de qualidade de vida dos fisioterapeutas do complexo de saúde do campus da UNICAMP. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (2008).

Ferreira N do N. Síndrome do Esgotamento Profissional e Fatores Associados em Técnicos de Enfermagem de um Hospital Público do Estado De São Paulo. Tese de Doutorado, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (2012).

Dejours, Christophe; Abdoucheli, Elisabeth; e Jayet, Christian. Psicodinâmica do Trabalho – Contribuições da Escola Dejouriana à Análise da Relação Prazer, Sofrimento e Trabalho. Atlas, Brasil (2007) 145p.

Pro-SST-SESI, Biblioteca Virtual, Fatores psicossociais – Discutindo a síndrome do esgotamento profissional. Retirado em 06/02/2013 de http://pro-sst1.sesi.org.br/portal/main.jsp?lumPageId=FF8080813447A5AE013448A22F1B69F0&lumI=sstportal.bancodetextos.listCategoriasFilho&itemId=8A901547188F2D45011895E774B0458C.

Associação Brasileira de Psiquiatria. Aversão ao trabalho é doença (2012). Retirado em 12/01/2013 de http://www.abp.org.br/portal/archive/9866.

Jornal Hoje, 16/01/2013. Gasto do INSS com aposentadoria e doenças ultrapassa R$ 4 bi em 2012 – Transtornos psiquiátricos são a segunda principal causa de afastamento. Retirado em 01/02/2013 de http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2013/01/gasto-do-inss-com-aposentadoria-e-doecas-ultrapassa-r-4-bi-em-2012.html.

Instituto Geral de Perícias (IGP) da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina. Institucional - Apresentação. Retirado em 07/01/2013 de http://www.igp.sc.gov.br.

SIEGEL, Sidney; CASTELLAN, N. John. Estatística não-paramétrica para ciências do comportamento. Artmed: Bookman, Brasil (2006) 448p.

LEKA, S.; COX, T. (Ed.). The European Framework for Psychosocial Risk Management: PRIMA-EF (2008) 184p. Retirado em 30/01/2013 de http://www.prima-ef.org/uploads/1/1/0/2/11022736/prima-ef_ebook.pdf.

G1 Santa Catarina – RBS TV. Em dois anos, população de Santa Catarina aumentou mais de 200 mil. Retirado em 28/12/2012 de http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2012/08/em-dois-anos-populacao-de-santa-catarina-aumentou-mais-de-200-mil.html.

Estadão – O Estado de S. Paulo. O colapso da polícia científica. Retirado em 28/12/2012 de http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,o-colapso-da-policia-cientifica,596135,0.htm.




DOI: http://dx.doi.org/10.15260/rbc.v2i1.49

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.