Avaliação de lesões corporais em vítimas de mordeduras: uma revisão da literatura

Izabella Andrade Ferreira dos Santos

Resumo


O crime de lesão corporal, no Direito Penal Brasileiro, está previsto no Art. 129 e seus parágrafos. Já as lesões causadas pelos dentes possuem formatos ovais ou elípticos, com endentações, por vezes acompanhadas de equimoses ou escoriações denominadas marcas de mordidas. A sua análise forense visa à identificação do agressor, fornecendo eventuais informações sobre o contexto em que ocorreu a agressão. Este artigo apresenta uma revisão da literatura com o propósito de demonstrar a importância das marcas de mordida, as suas características, a forma de registro e análise, bem como evidenciar a sua contribuição para a investigação criminal. Portanto, pode-se concluir que as marcas de mordidas possuem grande valor probatório, pois as impressões dentais apresentam características peculiares a cada indivíduo, podendo atribuir a culpabilidade da agressão a um determinado suspeito, bem como a sua exclusão.

Palavras-chave


Odontologia Legal; Mordeduras Humanas; Força de Mordida; Marcas de Mordida.

Texto completo:

PDF

Referências


H.R. Alcântara, G.V.F. França, J.P. Vanrell, L.C.C. Galvão, C.C.S. Martin. Perícia Médica Judicial. 2 ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro (2006).

G.S. Nucci. Manual de Processo Penal e Execução Penal. 7 ed. ABDR, São Paulo (2011).

J.A.M. Marques. Metodologias de Identificação de marcas de mordidas. Dissertação, Faculdade de Odontologia da USP, São Paulo (2004).

J.P. Vanrell. Odontologia Legal e Antropologia Forense. 2a ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro (2008).

D. Sweet, M. Lorente, J.A. Lorente, A. Valenzuela, E. Villanueva. An improved method to recover saliva from human skin: the Double swab technique. J. Forensic Sci. 42: 320-2 (1997).

F.B. Queiroz. Agressão humana e marcas de mordidas: a vulnerabilidade de mulheres e crianças. Dissertação. Universidade de São Paulo, São Paulo (2010).

C. Jenny. Child abuse and neglect: diagnosis, Treatment and Evidence. 1st ed. St Louis: Saunders, Elsevier. 579-83 (2011).

M. Silva. Compêndio de Odontologia Legal. Medsi, Rio de Janeiro (1997).

A.M. Yamamoto. Importância das marcas de mordida na Odontologia Legal. Revisão de Literatura. Monografia. UNICAMP, Piracicaba (2005).

C.V.S. Almeida. Marcas de mordida e a identificação humana. Dissertação. Universidade Fernando Pessoa, Porto (2012).

G. Hornor. Physical abuse: recognition and reporting. Journal of Pediatric Health Care 19:4-11(2005).

J.W.D. Beckstead, R. Rawson, W.S. Giles. Review of bite mark evidence. JADA 99: 69-74 (1979).

C Faria. Estudo do aspecto odonto-legal das lesões corporais decorrentes de violência doméstica. Dissertação. UNICAMP, Piracicaba (2006).

H. Sorin et al. Bitemark analysis in legal medicine-literature review. Romanian Journal of Legal Medicine 16 (4): 289-298 (2008).

J.R.S. Maior, A.B.A. Braga Netto, R.G.C. Gomes, P.R. Genu. A aplicação da fotografia em marcas de mordida. International Journal of Dentistry 6 (1): 21-24 (2007).

L.R. Ricci, B.S. Smistek. Photodocumentation in the investigation of child abuse. U.S. Department of Justice Office of Justice Programs. 3ed. (2000).

I.A. Pretty. Forensic dentistry: bitemarks and bite injuries. Dental Update 35: 48-61(2008).

D. Sweet, C.M. Browers. Accuracy of bite marks overlays: a comparison of five common methods to produce exemplars from a suspect's dentition. J. Forensic Sci. 43(2): 362-367 (1998).

M.C.B. Santos. Estudo da distância intercanina em caninos e sua importância na Odontologia Legal. Monografia. Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa (2010).

A. Mahajan, A.P.S. Batra, B.S. Khurana, Seema, J. Kaur. Role of bitemark analysis in identification of a person. Global Journal of Medicine and Public Health 1(1): 56-59 (2012).

American Board of Forensic Odontology. Bitemark methodology guidelines. [periódico on line] (2002). Disponível em: URL: http://www.abfo.org.

I.A. Pretty, R.C. Hall. Forensic dentistry and human bitemarks: issues for doctors. Hosp. Med. 63(8): 476-82 (2002).

E. Anzai-Kanto, M.H. Hirata, R.D.C. Hirata, F.D. Nunes, R.F.H. Melani, R.N. Oliveira. DNA extraction from human saliva deposited on skin and its use in forensic identification procedures. Braz. Oral Res. 19 (3): 216-22 (2005).




DOI: http://dx.doi.org/10.15260/rbc.v3i2.76

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.